Poemas : 

Lugares Distópicos

 
Lugares Distópicos

A mimica eólica duma nuvem desamparada
por um céu suspenso e infinito:
exprime o pensamento surdo das almas.

Transitavam os dias num desfile de séculos
corriam envelhecidos com o mar amordaçado
querendo alcançar as partículas da eternidade.
Procuravam a saída das sentenças do passado
para entrarem no mundo despido das palavras.

A possibilidade húmida de uma lágrima
derrubou o sopro de uma pálida manhã
preservada nas inflexões de lugares distópicos
onde o meu coração transpira o suor do amor.


Índio


 
Autor
Índio
Autor
 
Texto
Data
Leituras
543
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
32 pontos
0
5
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.