https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Na Casa do Alentejo

 
Na Casa do Alentejo

almoços de reunião
para rever antigos companheiros
de treino e das horas felizes
de nossas jovens idades
da adolescência e da meninice

tentar e eu tento muito
viver e eu vivo intensamente
amar e eu amo-te muito
esperar e eu espero há muito
por abraçar-te em meus braços
te cobrir de carinho e doces beijos

tu e eu um absurdo
que ousou ser verdade
que ousou ser realidade
que ousou ser amor
quase uma vida inteira
quase uma familia
quase tudo aconteceu
até ao dia em que te enganaste

e tornaste as nossas vidas num eterno equívoco.

Eureka



Eureka

 
Autor
Eureka
Autor
 
Texto
Data
Leituras
825
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
55 pontos
17
7
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 03/07/2015 13:40  Atualizado: 03/07/2015 13:40
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Na Casa do Alentejo
Recordações felizes, eternizadas na memória, que o tempo não apagou e ainda transformou em belo poema, por tanta poesia que continha... Até que um dia...Bem, houve engano, equívoco, mas penso que houve também aprendizado. E disso tudo, resulta nessa partilha que ora nos oferece, com emoção tranquila.

Lindo, amiga. Parabéns de coração.

Beijos e abraços, amada Eureka, de sua sempre amiga e fã!



Enviado por Tópico
martims
Publicado: 03/07/2015 17:30  Atualizado: 03/07/2015 17:30
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6798
 Re: Na Casa do Alentejo
Olhos que se vaneia, dos instintos lembranças que se galguei-a em um espaço onde o coração ainda ama. O amor reflete de momentos que instantemente se vai ficando as vezes somente ilusões.

Um poema com sentimento forte, tocante


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 04/07/2015 14:28  Atualizado: 04/07/2015 14:28
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9329
 Re: Na Casa do Alentejo
Bom dia Eureka, as relações amorosas serão sempre experimentais, em alguns casos depois de 50 anos a relação se dissolve, parabéns pelo redundante poema, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 05/07/2015 14:14  Atualizado: 05/07/2015 14:14
 Re: Na Casa do Alentejo
um desabafo por trilhos poéticos. parabéns, MR


Enviado por Tópico
UMA MULHER UM POEMA
Publicado: 06/07/2015 00:42  Atualizado: 06/07/2015 00:42
Colaborador
Usuário desde: 26/04/2006
Localidade: São Paulo/SP
Mensagens: 2932
 Re: Na Casa do Alentejo
Olá Eureka!

Profundos versos num triste engano!

Parabéns pela linda inspiração!

Um grande abraço.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/07/2015 18:20  Atualizado: 07/07/2015 18:20
 Re: Na Casa do Alentejo
Um poema lindo, gostei da escrita e conteúdo, aplausos!


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/08/2015 11:01  Atualizado: 01/08/2015 11:03
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29356
 Re: Na Casa do Alentejo
As vezes nossos olhos se engana com o olhar, nossos corações se engana com seu pulsar, os sentimentos tomam por si, que os sentidos já não se tocam mais.

Lembranças acionada pelos pensamentos onde a saudade de um ontem se manifesta em nosso ser.

Um belíssimo poema


Enviado por Tópico
Teli
Publicado: 01/08/2015 14:19  Atualizado: 01/08/2015 14:19
Colaborador
Usuário desde: 16/05/2015
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 946
 Re: Na Casa do Alentejo
Versos de sentimentos belos e distintos. Gostei. Parabéns. Um beijo, querida Poeta.