https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

SABE-SE LÁ

 
SABE-SE-LÁ


Sabe-se lá minha querida
Se o que o destino escreveu
Aquele amor-perfeito, na vida,
Era o meu e o teu.


Sabe-se lá meu amor
Se o que ficou por dizer
Transforma frio em calor
A esse novo amanhecer


Sabe-se lá minha amada
Ao dobrar aquela esquina
Se o tempo é de chegada
Entre o teu olhar de menina


Sabe-se lá...
...Se um coração,
Sente sempre igual
Amando-te, quero dizer,
Que o amar é essencial
Para nunca te perder.



Alberto Avelar

 
Autor
Avelar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
718
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
6
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 22/07/2015 16:39  Atualizado: 22/07/2015 16:39
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: SABE-SE-LÁ
Gostei da expressividade do título e depois nas estrofes esse "sabe-se lá"... A carga emotiva dos versos, me foi trasmitida de forma muito agradável, poeta. Que bom!

Parabéns, amei!

Bjosss


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2015 18:19  Atualizado: 22/07/2015 18:19
 Re: SABE-SE LÁ
Um amor vivido em consonância poeta e o prazer acontece...haja sempre amor na vida das pessoas.
Romântico e belo também.
bj


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/01/2016 19:26  Atualizado: 13/01/2016 19:26
 Re: SABE-SE LÁ
Viva Avelar (e Grocinas ali ao lado)