https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

SERÁ O VENTO

 
Sente-se o vento
Nas ruas desertas
E naquele momento
Há janelas abertas
Abertas para a vida
Abertas para o mundo
E parou o vento
Naquele segundo
A janela fechou
O vento abrandou
E ela chegou
Chegou de mansinho
Entrou devagarinho
E tentou sua sorte
Naquele momento
Abriram-se as portas
Pensei que era a morte
Começou a chover
Fecharam-se as portas
As janelas também
Espreitei para ver
E não era ninguém
Não era ninguém
Naquele momento
A morte não era
Era só o vento

 
Autor
Paulo Silva
 
Texto
Data
Leituras
536
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 16/02/2008 15:11  Atualizado: 16/02/2008 15:11
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: SERÁ O VENTO
Um poema interessante.