https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Intervenção : 

Ausência

 


Na tua ausência,
o dia agora é pálido.
o céu da minha boca,
amanhece sem beijos.

Vagam meus olhos
sem vaga-lumes
e estrelas.


O amor movimenta-se. Poemas em ondas escrevem nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
354
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
6
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 02/08/2015 11:22  Atualizado: 02/08/2015 11:22
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29155
 Re: Ausência
A ausência deixa aquele vazio dentro de nós.

muito bom

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/08/2015 19:38  Atualizado: 02/08/2015 19:38
 Re: Ausência
'o céu da minha boca, amanhece sem beijos'...gostei em particular. parabéns

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/08/2015 19:59  Atualizado: 02/08/2015 19:59
 Re: Ausência
*Poeta! imagens poéticas de extrema sensibilidade!
adoro!
beijoka*

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 02/08/2015 20:53  Atualizado: 02/08/2015 20:53
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: Ausência
Gostei das imagens desta ausência.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/08/2015 10:22  Atualizado: 03/08/2015 10:22
 Re: Ausência
Explendido!


Abraços, votos de uma ótima semana!


GERSON CLAYTON RODRIGUES DOS SANTOS. (s.d.).

http://poesiaesonetosdegcrs.blogspot.com.br/2015/08/pai.html

Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 03/08/2015 10:37  Atualizado: 03/08/2015 10:37
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4177
 Re: Ausência
Bom dia Raipoeta,

Suave e lindo versar no aclamar da falta do ser amado.
Adorei este seu mimoso poema. Parabéns.
Um abraço
~Eureka