https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sociais : 

SE HOUVESSE AMANHÃ

 
<br />Mercêdes Pordeus
Recife/Brasil

Se houvesse amanhã certamente eu te amaria
Se houvesse amanhã tu também me amarias
Se houvesse amanhã queria tanto ser igual a ti
Ser herdeiro do teu caráter e de tua conduta
Para dar continuidade e transmitir teu legado.

Estou tão temeroso, sinto teus planos para mim.
Tenho medo, mas muito medo dos teus desejos.
Se tu não me querias, por que então me geraste?
Serás capaz de conviver com peso na consciência?
Deverias ter pensado nisso era antes de gerar-me.

Deus me pôs aqui dentro, como o milagre da vida
E vocês com irresponsabilidade tramam contra mim
Terão mesmo coragem desse ato cruel, e irracional?
Sabem? Eu já tenho até um coraçãozinho a pulsar
Dêem-me a chance de lhes chamar: PAPAI! MAMÃE!

Onde estás meu pai, por que concordas com isso?
Ah! Tinha me esquecido, como é cômodo para ti
Não ter obrigações para comigo e teres liberdade
Fui fecundado através de vocês, seriam meus pais.
Agora, vocês próprios vão me mandar para o PAI!

Que pena! Não houve amanhã...Somente o hoje!
Eu poderia ter crescido aprendendo e vos amando
Ter aprendido sobre todos mandamentos de Deus
Honrando-os por toda a vida, no final cuidando de vocês.
Que pena! Não houve amanhã...

Pacaraima/RR/Brasil
17/03/2007


Mercedes Pordeus

 
Autor
MERCEDES PORDEUS
 
Texto
Data
Leituras
811
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/02/2008 12:19  Atualizado: 19/02/2008 12:19
 Re: SE HOUVESSE AMANHÃ
Ele há sempre um amanhã, mas no entanto não temos qualquer conhecimento de como ele será.
É uma inteira incógnita para quem pense no dia seguinte.