https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Sem Sentido

 
Soldados armados com ideologia alheia
Em que a face não deixa esconder o olhar
Ao desmaio da razão pelo sentido que cerceia
Perdida pelo pensar que não se faz acreditar

Vazio preenchido pela cor que encandeia
A realidade poluída por mentes que o respirar
O absurdo do grito que o ditado desnorteia
A direção das almas que ainda sabem amar

Esperança morta em que a notícia não constrói
O essencial da essência que realmente importa
Pelo conflito da idéia ou falta dela que destrói

Pelo marketing mental de uma cabeça torta
Em que a forma é o efeito que a tudo corrói
Tornando distante o tempo que foi outrora


Murilo Celani Servo

 
Autor
murilocs
Autor
 
Texto
Data
Leituras
238
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/02/2016 17:24  Atualizado: 01/02/2016 17:24
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29295
 Re: Sem Sentido
Muita coidas nesse vida é realmente ideologia, coisa defendita pela elite