https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Amores de Conveniência

 
Realidade fria, de amores ordinários e emoções vazias,
onde os sentimentos se curvam a conveniência.
Todos vagam sem intensidade , sem essência.
Rebanho obediente as mesmas regras, cordeiros vazios de verdades, cheios da mais covarde prudência.
Relacionamentos pautados na frieza do pragmatismo e seus interesses racionais ,
sempre de acordo com o comodismo e a ignorância dos padrões sociais.
Corações de pedra adormecidos na capacidade de amar
e de serem amados dolorosamente esquecidos.
Resistentes ao despertar, vagam por noites escuras na ilusão
de já haver amanhecido.
Quem não conheceu o amor pode até ser perdoado
por se contentar com tamanha subserviência.
Agora quem já o conheceu e se entrega ao mundo
onde ele morreu , todos os dias paga o amargo
preço pela sua demência.

 
Autor
ALINE.LIMA
 
Texto
Data
Leituras
1009
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
zzipperr
Publicado: 04/04/2012 20:01  Atualizado: 04/04/2012 20:01
Da casa!
Usuário desde: 24/04/2009
Localidade:
Mensagens: 304
 Re: Amores de Conveniência
Realidade fria...Jeitos estranhos de amar....O que será que aconteceu com o amor?..Estaão confundindo ele com paixão..