https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Dança céltica no ar salgado

 
Fui devorado pela luz do dia,
ficando perplexo quando iluminado,
à deriva na luz da noite,
apresentando uma dança céltica,
para o cósmico que observa,
encantado fiquei,
no encanto das estrelas,
lá, no mais profundo
da minha imaginação,
naquele canto do céu,
cada uma que brilhava,
e assim cantei uma música,
que não sei,
o nome a lírica a nota,
permanecendo num coro,
alcançado sobre o ondulado do mar.
Ouvi o eco, vindo nas ondas,
deslumbrei me com aquela
tonalidade inigualável,
som das baleias,
nesta pureza mais dócil,
deitando sobre o manto da areia,
sentido os deuses encadeando a espiritualidade,
em que nada é mais constante,
que respirar este ar salgado.


Hugo Dias 'Marduk'

 
Autor
HugoDiasMarduk
 
Texto
Data
Leituras
579
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
erro
Publicado: 02/07/2016 12:36  Atualizado: 02/07/2016 12:36
Colaborador
Usuário desde: 04/03/2016
Localidade:
Mensagens: 845
 Re: Dança céltica no ar salgado
Quando acontece uma harmonia assim, vislumbra-se por alguns instante a ponta da perfeição. Algo raro.