https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ávido olhar

 


perdida a rima
sem clima
cumprir a tabela
ostentar impávido
cravo na lapela
ávido olhar
no átrio da capela

perdido o objeto
sem olhar direto
só ficar quieto
carrancudo
mudo,
sem conteúdo
estático
sistemático
olhar apático.



 
Autor
Dellamare
Autor
 
Texto
Data
Leituras
513
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
1
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 26/08/2016 11:52  Atualizado: 22/03/2017 22:36
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1970
 Re: Ávido olhar
Perdida a rima.

A rima é uma ferramenta clássica dos poemas.
Há quem ache que rimando já faz poesia.
Perdida que a deste, fazes um inumerado delas!
Em verso curto torna a missão difícil de rimar e fazer sentido.
Missão cumprida.
Ao ponto de te dares ao luxo de fazer rimas a meio verso na primeira estrofe, quase camufladas.

Na segunda estrofe a rima (ela outra vez) foi mais ortodoxa no fim de cada verso.

Aplicaste muito bem a antítese. Rimar com emoção e sentido no meio de muitas rimas a declarar faltas de conteúdo sistemáticas e apáticas.


Muito simpático o teu poema.

Abraço