https://www.poetris.com/
 
Crónicas : 

SEGREDOS DA ALMA

 
Open in new window
SEGREDOS DA ALMA

Quantos segredos guardam nossa alma! Sempre a espreita, parece um cofre onde guarda os nossos mais íntimos segredos.
O ser humano é privilegiado por ter o poder de seus pensamentos e sentimentos. Não há o que possa interferir neles.
As vezes me pego olhando as pessoas e tentando imaginar o que estão pensando ou sentindo. Cada um, com uma alma característica, muitas vezes escondem dores que jamais serão descobertas.

Quando fui para Chicago a semana passada, sai do Consulado e fiquei andando pelas ruas, fazendo hora, ate que meu ônibus saísse.
Entrei então num Shopping muito bonito, sentei numa poltrona muito aconchegante e fiquei a observar as pessoas.
(Uma das coisas que eu mais gosto).
Entravam e saiam, umas vestidas sofisticadas, outras simples. Um casal parou na minha frente, o filhinho corria pelas lojas, estava aprendendo a andar. E andava e caia. E os dois olhavam para o filho com aquele olhar de orgulho.

Imediatamente lembrei-me quando minha filha andou pela primeira vez. Estávamos meu marido e eu, na Lavanderia do apartamento em Detroit, e de repente ela, que estava sentadinha no chão, levantou-se e saiu trôpega, deu três passinhos e caiu no chão. Jamais vou esquecer o olhar que trocamos. E o sentimento que tivemos naquele momento.

Assim somos nós, vamos pela vida colecionando sentimentos.

Sai do shopping e vi um "Starbucks", eu não havia tomado café ainda, e eu sabia que lá poderia conectar meu laptop. Na frente do lugar, havia um homem preto, pobre, sacudindo uma latinha. Todo falante, saudava todos que passavam: "Bom dia Madame, como vai? posso ajuda-la?" E todos que entravam no Starbucks, ele abria a porta, sempre com a latinha na mão.
Quando entrei, e pedi meu café, sentei na janela que dava para a rua. Fiquei a saborear meu café, e um muffin de banana que havia comprado. E fiquei a observar aquele homem. Ele parecia tão feliz, muito mais feliz do que eu, sacudindo sua latinha, cumprimentando as pessoas, parecia realizado.
Este homem, na verdade, estava vestido dignamente, não como um mendigo, (digamos um mendigo mais sofisticado -rs), mas parecia uma boa pessoa.
De repente saiu um homem do Starbucks, e jogou algo no lixo. O mendigo se aproximou, e enfiou sua mão no lixo, catou a metade de um muffin já comido, e um resto de café do copo. Tomou o café e comeu aquela metadinha como se fosse o manjar dos deuses.
Percebi que meu muffin já não tinha o mesmo gosto. Fiquei a olhar aquele homem, e pensar...fosse ele quem fosse...estava comendo restos do lixo.
Guardei a metade do meu muffin, e abri meu laptop. Chequei meus emails, sempre olhando para fora, e observando aquele homem.

Alguns o ignoravam, outros colocavam uma moedinha na latinha.
Antes de sair, levantei e fui lá comprar um muffin e um café. Ao me ver saindo, o homem veio abrir a porta (a procura de algumas moedinhas, claro). Estendi para ele o muffin e o café.
Ele me olhou e disse: "A sra quer que segure para a sra"? Eu disse:"Não, é seu".
Ele pegou o café e disse:"Nossa moca, tá fumegando! Obrigada!". Pegou o da porta - rs).
Sentou-se num murinho, e comeu tão prazerosamente aquele muffin, e dava goles cuidadosos no café fumegante. Senti que a alma daquele homem era boa.

Isso me fez lembrar (uma coisa foi ligando a outra) uma das vezes que fui com minha filha para o Brasil, ela tinha 7 anos. Fomos andar no centro de S.Jose dos Campos, e perto do Forum, bem no centro, havia uma mulher fora, miseravelmente vestida, dando leite a uma criancinha. Minha filha nunca havia visto isso na vida, e ficou petrificada. Parou em frente da mulher, e ficou a olha-la. Viu que algumas pessoas colocavam dinheiro numa caixa que tinha em frente dela. Ela olhou para mim e disse:"Mae, você tem dinheiro?" Tirei da bolsa e dei para ela, que colocou na caixinha sem desgrudar os olhos da mulher.
Sei que aquilo impactou muito minha filha, que vivia num mundo, onde nunca havia visto tal miséria.
Dois anos depois fomos novamente para o Brasil e ela disse:"Mãe, vamos na cidade, quero ver se aquela mulher ainda esta lá".

Continuei minhas andanças por Chicago. Uma cidade cinzenta e triste.

Dei sinal para um táxi (já estava na hora de ir para a Union Station onde pegaria o ônibus). Parou um táxi, um motorista hindu. Sei que tenho um tremendo sotaque, mas tenho uma tremenda dificuldade de entender os hindus quando falam Inglês.
Um homem mal educado, sem paciência, cortava o transito xingando um ou outro... e virava para mim e dizia um monte de coisas que eu não entendia, mas eu sorria e concordava.
Afinal, descobri que o sorriso tem um poder ilimitado. Mas não o riso, mas o "sorriso"... Aquele assim meio tímido, como concordando ou discordando, seja lá o que ele queira... o sorriso é um passaporte universal.

E quando vi esse motorista, lembrei me da ultima vez que fui ao Brasil. Peguei um táxi, e conversando com o motorista perguntei se ele ja havia sido assaltado. Ai ele diz assim:"Fui sim minha senhora, eles encostaram o revolver na minha cabeça...e o outro de trás, dizia, mata ele, mata!". E eu disse:"Olha, leva tudo que eu tenho, mas não me mate não. Eu acho ate que vocês tem razão de roubar, do jeito que esta esse Brasil, a semana passada mesmo eu estava pensando em fazer isso"...rs
Ai disse:"A sra. vê dona, o que a gente acaba falando para não ser morto?"

Sou uma observadora eterna das pessoas. Tantas almas diferentes, tantos sentimentos abrigados em tantos corações que pulsam, tantas verdades e inverdades, tanto sofrimento, tanta miséria. Diferenças enormes de vida.

Temos tantas coisas para dar...e uma alma repleta para sentir.


*Mary Fioratti*

(texto escrito em 2014 )

 
Autor
MaryFioratti
 
Texto
Data
Leituras
1117
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
4
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jerenino
Publicado: 09/11/2016 14:13  Atualizado: 09/11/2016 14:13
Da casa!
Usuário desde: 04/09/2016
Localidade: ponte nova mg
Mensagens: 486
 Re: SEGREDOS DA ALMA
alma pura e a chave do amor que leva a entrada do paraíso.

Como sempre emocionante teus textos vc se supera e cada um deles
lindas experiências
e bom para alma.

amei a leitura
bjs poetisa

( jerenino )

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/11/2016 20:12  Atualizado: 09/11/2016 20:12
 Re: SEGREDOS DA ALMA
Ah Mary, que bonito o seu texto!

É verdade...tantas almas diferentes e nem sequer sabemos o que se passa na vida de cada uma delas...

Dores, amores, felicidades,tristezas...um Universo imenso que permeia cada uma dessas pessoas...

Adorei Mary!

Linda a tua alma, também!

Beijos de carinho para ti,

Anggela

Enviado por Tópico
Tonton
Publicado: 09/11/2016 20:28  Atualizado: 09/11/2016 20:28
Colaborador
Usuário desde: 13/09/2016
Localidade:
Mensagens: 612
 Re: SEGREDOS DA ALMA
lindo

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 09/11/2016 21:00  Atualizado: 09/11/2016 21:01
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: SEGREDOS DA ALMA P/MaryFioratti
Querida Mary é sempre um encanto ler a maneira doce e suave como descreve todas as suas narrativas que mostram como o seu coração é generoso e gentil. Quantos segredos guardamos nos corações e que recordações nos trazem vivas à memória... gostei muito, beijocas e ternura Vó