https://www.poetris.com/
 
Textos -> Desilusão : 

TEOREMA

 
Tags:  poema  
 
TEOREMA
 

TEOREMA
(Jairo Nunes Bezerra)

As minhas proposições sem serem abalizadas flutuam num espaço imaginário,
embora crescente seja a minha vontade férrea de torná-las realidades. Nada
sei sobre a longevidade , salvo como matéria com formato diferencial, diminuta
ou crescente, ocupando pequenos espaços. De nada disso tenho confirmação,
mas continuo a alimentar esperanças outras de nova vegetação aflorando
ante a excrescência mórbida de tecido numa conquista isolada, sem
precedente navegando no nosso subconsciente influenciando em nosso
comportamento ávido por positividade. E sem reposta elucidativa persisto
na minha estrada em busca de explicação para determinado mistério
originado de outros que flutuam à nossa volta! E a morte na sua aproximação
lenta, já começa a impedir-me de meu avanço!



 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
378
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.