https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

como se não te avistasse

 
Tags:  dissoluto    mínima    diluída    avistasse  
 
como se não te avistasse
 
como se não te avistasse,
diluída e mínima
no dissoluto da despedida.

como se não te perdesse,
nas ruas, nas estações,
de anseios inundada.

como se não estivesses
paralisada, imóvel,
sem esperanças, perspectivas.

como se tudo permitisses,
vencida pela passagem
implacável do tempo.

como se tudo ocultasses,
entre a boca e o sorriso,
entre o copo e a bebida.

Poema do livro Dois
A venda em http://sergioprof.wordpress.com
Contato:
blog: http://sergioprof.wordpress.com/
facebook: https://www.facebook.com/jardimpoeta
https://www.facebook.com/poetajardim
twitter: http://twitter.com/SERGI0_ALMEIDA
linkedin: https://www.linkedin.com/in/poeta-jardim-a7b0222b
google +: https://plus.google.com/+sergioalmeidaJardim
skoob: http://www.skoob.com.br/autor/7181-jardim


Open in new window

 
Autor
Jardim<>
Autor
 
Texto
Data
Leituras
399
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.