https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Solidão : 

Antes do Aniversário

 
Tags:  vida    reflexão    rimas    social  
 
Antes do Aniversário
 
Penso o que será de mim amanhã
Será que eu irei mudar?
Começar a me cuidar e sair para festejar?
Se me viro, reparo nos textos que, por mim foram escritos
Não sei se são lindos, mas foram precisos
Claro que existe aqueles que eu evito
Se alguém lê-los perto de mim, tamparei meus ouvidos
Alguns dos meus textos demonstram um certo tipo de amor
Que de certa forma não me prejudicou
De veras, me ajudou, mas abandoná-los eu vou
Não possuo forças para vê-los novamente
Meu passado foi descrito neles, inteiramente
Se eu ler alguns deles ficarei mal, provavelmente.

E aqui dentro do meu quarto, com a mente enlouquecida
Percebo como a parede tornou-se minha amiga
De fato ela se tornou minha única companhia
Muitas vezes tento evitar escrever sobre minha vida
Ela fica encolhida, escondida, orando para que não seja vista
Porém nas folhas de papel a crucifixo.

É engraçado pensar quando digo que mudei
Que já não sou o mesmo, que melhorei
Mas o mais importante vejo que não alterei
Ainda continuo me trancando nesta cela que construí
Talvez a fiz por medo de tentar ser feliz
E talvez por causa disso vivo assim
Claro que não era intencional, foi totalmente acidental
Quero sair e me divertir, mas onde?
Quando? Com quem? Essa dúvida me cega como um manto
Por causa disso fico desorientado, sem um plano
Mas a esperança é que mude este ano.

Eu pensava que seria fácil viver uma vida agradável
Com amigos do meu lado e o sorriso estampado
Mas, aparentemente eu estava enganado, alucinado
A escuridão vai me corroendo devagarinho
E objetivo dela é claro, me deixar sozinho
Mas mesmo que eu me encontre na beira daquele abismo
Não posso me dar por vencido, abatido
Devo focar naquilo que tanto preciso, um caminho
Alguns até me disseram que tudo não passa de um falso drama
Que eu posso muito bem sair nos finais de semana
Claro, sem duvida, afinal essa casa não me prende
Eu é que me prendo a ela, quase uma regra.

Sentado aqui no chão, escrevendo, lembro de quando fiz "Mariana"
E penso quantas vezes já escrevi "Você me ama?"
De tão solitário eu acabo criando histórias que mostram o contrário
Parece que sou um jovem animado e bem enturmado
Minha lista de afazeres estão escritas nesses textos
Devo escrever tudo aquilo de bonito que imagino e não vivo
Talvez assim eu me sinta livre
Mas o que desejo agora eles chamam de "paz de espírito".

Um dia desses eu vi o resumo de um filme
Que cantava a história de um menino perdido
Acompanhado por um tigre, pensei "O que é isso?"
Infelizmente estava em cartaz e eu não tinha dinheiro para pagar
Mas tarde me pus à pensar "O que eu faria na companhia de um inimigo?"
Não que fosse justamente aquilo, a história do garoto eu tinha entendido
Por isso, penso, aqui no final, que a vida não está tão mal
Apesar de estar só, não estou no caos
Fim de semana, sábado, estou ocupando meu espaço
E logo será meu aniversário, de alegria quero ser presenteado.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
319
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rodas
Publicado: 29/01/2017 01:05  Atualizado: 29/01/2017 01:05
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2017
Localidade:
Mensagens: 367
 Re: Antes do Aniversário
Feliz aniversário.