https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

Um cão uivando para a lua (José Carlos Brandão)

 
Open in new window

(Para Antônio Torres)

Abro a janela para o terreno baldio
cheio de mato, lixo e algumas cabras
(eu joguei fora todas as palavras)
– e vejo um cão uivando para a lua.

O cientista e o filósofo discutem
a origem do universo, o ser e o nada
e não sobram ideias nem palavras
– além de um cão uivando para a lua.

Latem os cães e a caravana passa,
passaram as carroças da desgraça
com as palavras da ambição dos homens
– só resta um cão uivando para a lua.

De tanto misturar o joio e o trigo,
de tirar da ostra a pérola da dor
e queimar as palavras no poema
– só resta um cão uivando para a lua.

José Carlos Brandão, poeta.

Arte Joan Miró ~ Dog barking at the moon (1926)
 
Autor
AjAraujo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
251
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/02/2017 14:18  Atualizado: 11/02/2017 14:18
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 26478
 Re: Um cão uivando para a lua (José Carlos Brandão)
São as desordens que os homens aprontam com sua ambição a tirar tudo na natureza e não repor