Poemas : 

...

 
Debrucada sobre pensamentos busco momentos outrora tormentos que desejei enterrar.
E sem mais nada temer prossigo sem ver e sem nada temer do que a vida me dà.
Somos pedacos de pó neste porto sem nó que se apagam com o tempo.
E lento é o vento que me abraca sem alento em quanto me desfaco.
Reergo-me novamente e lentamente, caminho sobre estilhacos de vidro, fragmentos de nada...


Raquel Pereira

 
Autor
R@quel
Autor
 
Texto
Data
Leituras
768
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
2
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Chou
Publicado: 18/02/2017 03:07  Atualizado: 18/02/2017 03:07
Colaborador
Usuário desde: 01/02/2017
Localidade:
Mensagens: 540
 Re: ...
Uma das maiores riquezas do ser humano é o dom do refazimento.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/02/2017 02:23  Atualizado: 20/02/2017 02:23
 Re: ...
Um belo poema que encanta nosso olhos