https://www.poetris.com/
Poemas : 

O nosso Fado também nasce da esperança

 


Open in new window







reconhece-me,
quando estas palavras
arfarem nos teus lábios
como as estrelas
regressadas do luar alto...
prontas a atracar
feitos os braços
laçados nos teus ombros …

não fujas...
agora que o vento
acalmou as ondas
e ajudou o Tejo
adocicar o mar …

fica ...
agora que a saudade
festeja com o futuro
a nossa sorte de amar …

e não te esqueças
que há sempre uma “doçura ” numa lágrima
quando o adeus nos calar...


 
Autor
Andeiro
Autor
 
Texto
Data
Leituras
69
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 21/04/2017 00:46  Atualizado: 21/04/2017 00:46
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 26478
 Re: O nosso Fado também nasce da esperança
Teus poema são de uma beleza única.

A saudade é a ausência de uma essência, que ovaciona as lágrimas que grita os sentidos dos corações pelos olhos em forma de emoções.