https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Encaixotei-te no coração

 
 
Foi no teu lance ensurdecido
Que decidi olhar-te no profundo dos olhos
Escavando o espaço com o corpo já dorido
E o ar que flutuava cheio de molhos

E frescas neblinas que apaziguavam o sofrer
Das lentes que jorram cascatas pela cara
E foi então que os deuses te estenderam ao meu ver
Soprando-te para os meus braço numa clara

E desde então encaixotei-te no coração
Com adesivo de aço forjado com diamantes
O suor dos corpos é o néctar em ebulição
E tudo voltou a ser como antes

09-08-2017
António Botelho


Há muito que meus tons melódicos poéticos não se gesticulam em escrita ou sapiência mental, pois eis que o amor chegou e a poesia abafou...

 
Autor
antóniobotelho
 
Texto
Data
Leituras
580
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 09/08/2017 21:02  Atualizado: 09/08/2017 21:22
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 7559
 Re: Encaixotei-te no coração
Depois dizem que os olhos não falam. Falam e demais quando o coração bate mais forte molhado de amor.

Lindo o teu poema, adorei.

Abraço!
upanhaca



Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 17/08/2017 08:58  Atualizado: 17/08/2017 08:58
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29919
Online!
 Re: Encaixotei-te no coração
Um belíssimo poema aflorado de paixão, lindo a apaixonado coração. São dos olhos que vem os mais belos sentimentos de amor.