https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sociais : 

a beleza era mulher, ainda menina

 
a beleza era mulher, ainda menina
 
 
tanta piedade se peço por uma mulher
de tão perdida se embeleza e se perdeu
já morreu num falso amor, foi pela dor
tudo é dor, é falso amor, morrer em vida

a beleza foi da menina, se perdeu da flor
na mulher, a menina se perdeu do amor
não há como voltar, nem há mais casa
não há mais lar, lá se morava um no outro

não, não há o que houvera por te amar
não há na mesma rua, nem há a menina
não há o que houvera, nem a mesma eu
o que era meu, só meu e se quebrou

meu pai tocava, nem era tanto o amor
minha mãe calava, enquanto só havia dor
de tanto amor, de pai por pais trocava
amas pai, a mulher que hoje te alucina

um coração que pulsa, enquanto sangra
por uma mulher, a dor da piedade venho
da beleza que se perdeu de tão perdida
agora pulsa, repulsa, expulsa e se enoja

nunca mais serão as duas, as mesmas
não mais uma flor, nem mais perfume
nem mais beleza, nunca mais ela será
apenas fez dela um objeto dela mesma

quando olho nos teus olhos, não te vejo
então, você me dói

~.~.~

com o tempo, a tudo a gente se acostuma
a gente se acostuma a não saber quem somos
a gente se perde e não volta mais pra casa
não há mais o lugar de onde a gente veio

não há mais a mesma rua
nem é a mesma casa
lá não se mora mais um no outro
não há mais um lar

nem há a mesma menina
lá nem sou mais eu
me perdi de mim
pelos caminhos

não sei quem sou
agora não dá mais
não tem mais vida
não sei mais voltar

um dia volto pra casa
não sei pra onde
se volto um dia pra mim

~.~.~

a vida não se fantasia,
o sonho que é o sonho verdadeiro,
se constrói um pouco do sonho todo dia
o sonho que se constrói em segredo
no impossível dos apequenados

até que um dia o impossível aconteça na realidade
o impossível é muito grande pra gente pequena
gente pequena fantasia pra você ficar junto

te enclausuram e te sufocam
te diminuem pra você ficar presa
no pequeno tamanho deles
~.~.~
http://interludioepoesias.blogspot.com.br/2017/08/blog-post.html

música:
Ivete Sangalo e Flavio Venturini - Todo Azul do Mar e Céu de Santo Amaro
[Flavio Venturini]
http://www.flavioventurini.com.br/
Flávio Venturini é um cantor, tecladista, pianista e compositor brasileiro.

imagem colhida na internet:
https://4.bp.blogspot.com/-qvXW5tHE4fw ... 7449446676738766459_n.jpg
 
Autor
armando_oshiro
 
Texto
Data
Leituras
267
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
4
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rodas
Publicado: 11/11/2017 01:55  Atualizado: 11/11/2017 01:55
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2017
Localidade:
Mensagens: 367
 Re: a beleza era mulher, ainda menina
Tão Belo quanto uma canção especial que nos toca à alma.


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/11/2017 20:11  Atualizado: 11/11/2017 20:11
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29136
 Re: a beleza era mulher, ainda menina
A mulher é a mais bela flor que existe no jardim da vida, poema belo