https://www.poetris.com/
Sonetos : 

PARECE UMA SACANAGEM

 

Eu sinto a brisa massageando a minha face,
Como se fosse uma carícia feita a propósito,
Mais na sensação me parece uma sacanagem,
Ou provavelmente apenas um servil disfarce.

Todos os dias não me passam de algo comum,
Não me trazem algo que ainda não fora visto,
As tragédias certamente ditam novos rumos,
E os inquietos podem tornarem-se mal vistos.

Mergulho consciente embaixo desta maré,
Exalo um suspiro profundo a me recompor,
Pois o universo faz-me sempre do que quer.

Como um soldado eu me devoto à disciplina,
Cumpro com méritos o meu dever sem avarias,
Quase mais nada, nesta vida ainda me fascina.


Enviado por Miguel Jacó em 08/02/2018
Código do texto: T6248574
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
133
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.