https://www.poetris.com/
Poemas : 

Raiva, ódio ou fúria

 
Feito nitro, corre o sangue
Bombando com a fúria
Como gasolina,quando explode no motor
E arranca saindo da estagnação

Essa corrente, que transfere
A inquietação, poder da minha escuridão
Uma vez trancafiada, feito besta
Agora inrrompe imperial, feito dragão

Vejo no espelho o semblante
De alguém que não quero ser
Insanidade e olhos vermelhos,
Libertar meus punhos na sua cara
E Retroceder aos bons tempos
Dos duelos por nossas leis

Tire essa máscara, porque escudo não vale
Enfrente de homem pra homem
Vamos, não é algo novo a se fazer
Uma vez que a vida bate sem dó
Não tenha receio, a morte é só uma porta
Mas, fique tranquilo, porque eu não a estou sentindo

 
Autor
neon
Autor
 
Texto
Data
Leituras
161
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.