https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

[11h40 - O Judas de si]

 
[Simples homenagem aos delatores]
_______

Por que ser o infame Judas de si mesmo?! Mera ausência de coragem, ou um reles espírito de merda? O que é isto — esta fraqueza congênita dos traidores de si e dos outros que alguns têm como fardo?!

Senão, vejamos o que diz a poeta maldita —
...[...] Ou voltando na manhã clara, limpa, inocente, sem remorsos porque a simples presença foi o meu pecado. E não existe erro se não nos negamos a nós mesmos[...] — in "Rosa recuada" . Maura Lopes Cançado.

________________
[Desterro, 19 de abril de 2018]

 
Autor
CarlosStopa
 
Texto
Data
Leituras
301
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.