https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Última Vez

 
Tags:  tristeza    rimas    perdão    Juvenis    relacionamento  
 
Última Vez
 
Eu pensei que tinha algo de errado comigo
Estava procurando defeitos,
Que te levaram a me deixar sozinho
Só consegui encontrar nossas fotos jogadas na cama
E, ao olhar para o seu sorriso,
Eu senti falta da minha dama
Fiz o que qualquer pessoa faria,
Peguei o celular, minha mensagem não foi vista
Talvez você estava ocupada
Ou talvez não estava em casa,
Mas eu insisti, estava aguardando sua resposta
Fui dormir, quando acordei você havia me apagado,
Me deu as costas, deixou seu amor por mim no passado.
E assim, o meu coração ficou despedaçado.

Eu toquei sua campainha, ninguém atendeu
Pensei que sua casa estava vazia,
Eis que te vi me olhando pela janela,
Mas você desapareceu, não quis me ver, mas era eu,
Seu amado, seu príncipe quase encantado
O poeta amador, se lembra?
Ainda está contigo aquela linda flor?
Aquela que eu te dei e você colocou em sua agenda
Meu número ainda está junto a ela?
Me diga ao menos se pensou em mim nas férias,
Pois eu sonhei com você, eu a via em festas,
Festas em que eu estava só, sem minha donzela.

Seus olhos castanhos permanecem em meus sonhos
Ainda me recordo do seu toque meigo como um anjo
Em forma de mensagem hoje eu te mando,
Uma dedicatória poética, a dor do meu abandono
Do meu mundo que está em completa escuridão,
Um mundo preto, sem o branco
Cada dia que passo sem você, eu abraço a solidão
Cada dia que amanheço, me esqueço da paixão
Está difícil superar o que eu não estava preparado,
Está difícil abandonar os dias apaixonados.

Com uma inocência rasa, eu te pedi desculpas
Você as ignorou, me dizendo que a culpa não era sua,
Que era minha, das manias, me culpou das brigas
Mas eu estava disposto a resolvê-las,
Porém, você me bloqueou e não me deixa mais vê-la
Como isso foi acontecer? Me diga onde eu pequei
Me perdoa, se eu errei com você, me desculpe
Me responda, antes que eu surte
Se preciso for, peça para que eu mude e mudarei
Só não quero ficar sem você,
Meu palco precisa da minha única atriz.

Pelo meu descaso pela literatura,
Não conheço palavras meigas, belas
Mas tentarei demonstrar em súplica
Sinto sua falta, falta da sua ternura
Mas se o tempo passar, da minha memória não irei te apagar
Prometo sempre te amar.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
201
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.