https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tédio

 
O dia está um bocejo,
Lento e indolente
Sem qualquer espasmo
Que alerte os sentidos.
Assim não tenho, sequer, o ensejo
De uma satisfação decente,
Tal o marcado marasmo
Destes momentos perdidos...
Mesmo assim, ainda versejo,
Num claro repente,
Que interrompe mais do mesmo,
Para encurtar estes minutos compridos.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
1776
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Angela
Publicado: 18/06/2007 16:43  Atualizado: 18/06/2007 16:43
Colaborador
Usuário desde: 28/09/2006
Localidade: Caldas da Rainha
Mensagens: 567
 Re: Tédio
A própria sonoridade e ritmo do poema estão de acordo com a temática.

O poema está muito bem conseguido.

Um beijinho grande.