Poemas : 

Eau de lodo

 
Sentado no chão frio,
no granito de calor arredio
com olhos de rio,
está o corpo vadio
do precoce adulto
que se encolhe por insulto
atirado sem flor de indulto.

Morre assim com a sede
de quem escorrega pela parede...
fede.

Quem passa tapa o nariz,
só assim nota o ex-petiz,
pobre pedaço infeliz
feito poema por um triz.

Valdevinoxis


A boa convivência não é uma questão de tolerância.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
69
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.