https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

A GRANDE DISTÂNCIA

 
Foi de tanto tomar banhos de chuvas
Que aprendi a sede

De tanto me queimar no sol do meio dia
Que aprendi o calor

Cresci sede de calor
Aprendi a ir e me distanciar da sede
Dos que não vão, não querem ir ver a sede e o calor

Não me tiro do ar por loucura, nem por tanta dor
Nem por querer ser menos louco, nem dono do amor
Se possível é nem ser tanto o querer tanto o amor
Todos são alguma razão da vida, alguma forma de amar

Vida é a grande brincadeira de Deus, ao amanhecer
Olhar distante que busca a montanha de sua ida
Passos firmes na longa estrada dessa caminhada
Como crianças brincando de roda, na grande jornada

Sempre me perco daquilo que não sou,
Daqueles que não sou eu e nem pretendem!



José Veríssimo

 
Autor
veríssimo
 
Texto
Data
Leituras
115
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.