https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Falésia

 
Na beira da falésia, minúsculo ponto à distância do navio cruzeiro. Respiro fundo, tento controlar a ânsia e, inerte, recordo a amnésia alheia. Depois do navio, só o ocaso, refletido nas vagas que enrolam e afogam sonhos na maré cheia,


Não sou poeta mas, quem sabe, um dia escreverei
um texto que (pela persistência e sorte) possa ser lido como poema


 
Autor
Manufernandes
 
Texto
Data
Leituras
2122
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 21/07/2018 21:24  Atualizado: 21/07/2018 21:24
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15522
 Re: Falésia
Bela imagem poética, amigo! Seja bem-vindo novamente! Abraços!