https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ato contínuo

 
Tags:  poemas    poesias    vicio    ato    invento    continuo    ofício  
 
Gosto
quando escrevo algo,
e depois me embriago
com o que escrevi.

A poesia está ai:
no ato de se embriagar,
sem beber, sem fumar,
sem usar nenhum artefício.

Poetar não é um ofício...
Poetar é um vício,
difícil de explicar.

Tem poeta que ganha com isso.
Mas é um acontecimento.
Poesia não é um "invento"...

Poesia é um momento,
que poucos conseguem enxergar.

A.J. Cardiais
11.08.2018


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

 
Autor
AJ_Cardiais
 
Texto
Data
Leituras
332
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 13/08/2018 13:23  Atualizado: 13/08/2018 13:23
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16676
 Re: Ato Contínuo
Poeta
Muito bom! Parabéns, disse tudo!
Abraços!
Janna

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/09/2020 12:27  Atualizado: 23/09/2020 12:33
 Re: Acto contínuo

















O acto de respirar pode ser poesia
E o que realmente não é, não pode,
Nem faz parte, é a vontade contida
Assim como o suster da respiração

De quem vive sem respirar à noite
Supondo sonhar por completo de
Cada vez que respira por dever, seja
Por aval ou por decreto sabático

E não sente a essência que pariu
Do luar tão longe o aqui tão cerca
Sem ser dia de mercado, feriado
Sem razão, inté'pode ser domingo,

Meio da tarde marcada por chuva
E vento forte, folhas arrancadas dum
Livro macabro, o apocalipse segundo
O anticristo dos crentes, seguro acto

Benevolente segundo outro messias