https://www.poetris.com/
Poemas : 

Na riqueza do teu olhar...

 
Olha só mais uma vez para mim
Toca tu em meus já cegos olhos
E faz-me me ver nosso triste fim

E lembra-te te por favor
De todas as vezes que nos odiamos
De todas as vezes que desejávamos ter feito amor

E neste momento?
Já nem sei mais que escrever
Nossas vidas foram duas linhas cruzadas
E na morte? Não sei sem ti viver..

E tudo que eu nunca te contarei
O princípio da nossa curta história
lá nestas tão longas páginas em que te amei

E por fim deixa-me me apenas chorar
Pois minhas pobres lágrimas são as mais valiosas pedras preciosas
Que nasceram na riqueza do teu olhar..

 
Autor
kripy
Autor
 
Texto
Data
Leituras
162
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
8
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 10/11/2018 23:31  Atualizado: 10/11/2018 23:31
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6115
 Re: Na riqueza do teu olhar...
Triste fim, após longas páginas de amor! Fins assim, derretem a alma.

Belo poema! Adoro ler-te, amigo.

Abraço!
upanhaca


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 12/11/2018 11:44  Atualizado: 12/11/2018 11:44
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15733
 Re: Na riqueza do teu olhar...
Cipriano
Belo e sentido!
Gostei imensamente!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 13/11/2018 21:14  Atualizado: 13/11/2018 21:14
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12225
Online!
 Re: Na riqueza do teu olhar... P/kripy
Olá, Netão! Sempre essa tristeza transbordando nos seus poemas, mas gostei imenso, muito bonito! Aqui vai um abraço saudoso, amigo e alegre
Vólena


Enviado por Tópico
Yasmim♡
Publicado: 19/12/2018 10:06  Atualizado: 19/12/2018 10:06
Participativo
Usuário desde: 08/04/2015
Localidade:
Mensagens: 39
 Re: Na riqueza do teu olhar...
Kripy(Tonita), continua escrevendo seus sonhos tristes e criando poemas intensos, fico na expectativa dos poemas alegres...
Abraço!