https://www.poetris.com/
Poemas : 

Tocar

 
Open in new window


A semente espalhada sobre nuvens
Nos olhares pela noite humedecida
Quantas lágrimas se vão pendurar
Apoiadas no dicionário do tempo...

Tempo de dizeres não (d) escritos
Na encosta murmurada da manhã
Quantos novelos de letras são teus
Causando medo que orvalha nós…

Nós no peito que reduzem as almas
Que a chuva cai devagar e distraída
Raízes sorvem as histórias perdidas
Futuro fundo onde não podes tocar…

CA


 
Autor
Carii
Autor
 
Texto
Data
Leituras
102
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
5
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 11/02/2019 17:56  Atualizado: 14/02/2019 11:04
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal-Azeitão, Portugal
Mensagens: 1582
 Re: Tocar







A canção que mais toca meu coração é aquela em que absolutamente se ouve o silêncio e nada melhor que ele nos toca...









Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 11/02/2019 20:32  Atualizado: 11/02/2019 20:32
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6249
 Re: Tocar
Boa noite, Carri,

Um belo conjunto.
A melhor voz que pode tocar o nosso coração é a do silêncio.

Beijos,
Mary Jun

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 12/02/2019 11:55  Atualizado: 12/02/2019 11:55
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6168
 Re: Tocar
Poema tão sensível, toca o espírito de almas sensíveis. Adoro...

Abraço!
upanhaca

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 12/02/2019 23:51  Atualizado: 12/02/2019 23:51
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1152
 Re: Tocar
Adorável poema minha querida amiga! Tocante!
Parabéns Carii .

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 13/02/2019 12:08  Atualizado: 13/02/2019 12:08
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12278
 Re: Tocar P/Carii
O futuro é intocável, mas a sua sensibilidade, tocou-me bem fundo no coração e deixei o orvalho entrar e senti uma pura delícia e guardei em silêncio! Boníssimo! Beijinhos mil Vó