https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

DOADOR

 
DOADOR

Quando me apaixono sou doador de mim mesmo.
Dou à amada o que tenho,
o que não tenho,
o que finjo ter.
Sou doador de mim mesmo e de carinhos e mimos.
De poemas batidos
distribuídos em série à amada da vez...
E já foram tantas as vezes...
E de tanto doar perco e me perco...
Mas sempre há um recomeço.
Sou doador de mim mesmo.
(Proteus).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
210
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.