https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Agora...sei

 
Tags:  semelhança  
 
Open in new window
Acreditei!
Havendo semelhança
Sem cobrança
Uma utopia
Sei!

Que todo dia
Na convivência
Tal conveniência
É favorável
Pensei!

Que tudo mudaria
E, tal romaria
Me enganaria
Agora...sei!

Nereida
https://novanereide.blogspot.com

 
Autor
nereida
Autor
 
Texto
Data
Leituras
342
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
35 pontos
9
5
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 20/03/2019 15:03  Atualizado: 20/03/2019 15:03
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6608
 Re: Agora...sei
Boa tarde, Nereida,

É mesmo assim. Belíssima construção poética.

Beijos,
Mary Jun


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 20/03/2019 16:09  Atualizado: 20/03/2019 16:09
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2749
 Re: Agora...sei


Utopia ou não
a vida é uma convivência
e o amor também

amei

beijos poetisa Nereida


Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 21/03/2019 12:28  Atualizado: 28/03/2019 11:33
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2065
 .
Open in new window


Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 24/03/2019 13:13  Atualizado: 24/03/2019 13:13
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4259
 Re: Agora...sei P/ Nereida
Amiga,

Tudo disseste nestes versos, onde apenas levantáste o véu a todos nós, nesta tua partilha, neste teu poema.

Gostei imenso. Tens andado a versar numa contínua forma a grangear novos horizontes, onde "cresces" a cada dia que te venho ler. Muitos parabéns.

Muitos beijinhos para ti

Eureka


Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 12/04/2019 10:03  Atualizado: 12/04/2019 10:03
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: Agora...sei
...muitas vezes nos iludimos por quem não merece! Gostei da maneira como foi versada esta poesia! Beijos querida!