https://www.poetris.com/
Poemas -> Dedicatória : 

MENTIRAS

 
Tags:  poema  
 
MENTIRAS
(Jairo Nunes Bezerra)

Se viver é ser tristonho à tua procura,
No passado já vivi demais...
Cansei-me de tuas frequentes escusas,
E portanto perdoar-te jamais!

E continuo por outra estrada liberada,
Ativo à busca de nova sensação...
A rodovia de outrora, quase nada,
Apenas ativou o meu coração!

Não sei no meu transitar aonde chegarei,
Se apenas parti de onde parei,
E com otimismo de ser feliz sigo em frente!

Raramente lembro-me de tua presença,
Repentinamente foi-se a crença,
De ter-te eternamente!



 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
142
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.