https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

AO LÉU

 
Tags:  poema  
 
AO LÉU
 
AO LÉU
(Jairo Nunes Bezerra)

Sem asas de imprevisto voastes para distante,
E saudosos ficaram os familiares e amigos...
Deveras de ti desejava agora um breve instante,
Deliciando-me com tua juventude e risos!

Sentimental fazias da vida o teu passageiro lazer,
Alegrando o espaço por ti frequentado...
Eterna criança carente de prazer,
Frequentavas com assiduidade lugares inusitados!

Tristonho fito o céu enegrecido,
À aproximação da noite ante um sol desaparecido,
Cedendo lugar para as estrelas cintilantes!

Não sei se são lágrimas ou gotas d´águas da chuva,
Que logo desaparecem nos esgotos da rua,
Transformando o poeta num novo andante!





 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
265
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
0
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.