https://www.poetris.com/
Poemas : 

Êxtase

 
Êxtase
 
Oque são os dias, as noites se não termos a capacidade de desejar, corpos no encaixe, entrelasse, mãos sorrateiras, ousadas delineando os corpos, olhos que se rasgam na loucura, na luxúria de corpos despidos ao som dos gemidos, gritos abafados nas noites que rege a paixão. O desejo da boca a mordiscar, lamber o róseo dos seios erisados, estumecidos no toque dos lábios enquanto a vulva se torna úmida, momentos de loucuras e insanidades. Devassidão do momento, mãos que adentram, antecedem tocando os lábios quentes de desejos, dedos que escorrem o sumo néctar, prazer que se torna estonteante levando a boca a sentir a tez, o gosto do tesão a molhar os lábios saciando a sede, vulva que permeia, espera o momento do abate, mulher em cio exalando o odor da passagem de entrega a seu homem, da menina a mulher exaltando a beleza da mulher extraída no contato dos corpos, as bocas se definhan no aguçar selvagem dos sexos, um vai e vem insessante despudorado nas palavras obscenas. O grito denunciante, corpos exaustos, lençóis amassados, molhados e regados de amor e prazer.

Trfg (caf)

 
Autor
telmoscar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
47
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Aleatórios
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 17/05/2019 10:36  Atualizado: 17/05/2019 10:36
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade:
Mensagens: 657
 Re: Êxtase
Open in new window