https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Ilusões

 
Tags:  céu    terra    fogo    crença    ficção    ILUSÃO.  
 
Ilusões

Eu me queimo no gelo e me refresco no fogo
E voo por sobre a terra e me deito lá no céu
Não sei porque eu não entendo este seu jogo
Que vai, mas quando volta me deixa ao léu

Quando alguém me prende eu fico alerta
Quem me segura parece que ora me solta
Tudo isso eu acho que nunca me desperta
Pois quando vai é que pressinto que volta

Às vezes me parece que tudo é muito feio
Pois no que é realidade eu quase não creio
Porque na verdade só creio no que é ficção

Por fora rio e por dentro estou chorando
Sempre fui assim e vou não sei até quando
E a minha estrela guia são horas de ilusão.

jmd/Maringá, 16.05.19




verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
244
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.