https://www.poetris.com/
Prosas Poéticas : 

Calam a voz do silêncio...

 
Open in new window

Casa humilde,
Casa do povo,
Casa de barro,
Amassado com alma
Pra abrigo dar.
Casa de palha,
Casa africana,
Estremece ao vento,
Pinga, pinga…
Pinga com os pingos da chuva,
Que arrefece a palha
E arrefece os homens.
Casa do nada
No meio do nada,
O nada que é tudo
Pra quem nada tem,
Senão humidade
Em sua casa humilde.
Casa que tem tudo,
Que um arranha-céus
Não tem.
Casa humilde
Casa do povo
Casa de palha,
Tem pingos que pingam
Com pingos da chuva,
Que arrefecem a alma
E calam a voz do silêncio
Nos corações.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
183
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 18/05/2019 14:52  Atualizado: 18/05/2019 14:52
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6296
 Re: Calam a voz do silêncio...
A humildade é rara nos tempos d'hoje...