https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Na molha dos teus lábios de mel

 
Open in new window

Pare, pare minha rainha,
Esse roçar dos teus lábios
Em meus lábios,
Me mata aos poucos

Pare e comece pelo começo,
Pra que meu coração batuque
Mais e mais,
Na molha dos teus lábios de mel,
Que fazem parar o tempo no tempo

Não, não fale meu amor,
Não interrompa o chiar dos beijos,
Que vêm espelhar e gravar
Nosso querer no baú das lembranças

Relembrá-los-emos no repicar dos sinos,
Ao tecermos nossos corações
Com teias de amor,
No alto do altar
E nas curvas de bengalas,
Que o tempo nos reservar

E, quando já não pudermos
Relembrar nossas lembranças,
Pediremos aos anjos e arcanjos,
Que as guardassem
Na velha arca de Noé

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
333
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 01/12/2023 21:50  Atualizado: 01/12/2023 21:53
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Lisboa/loures
Mensagens: 8231
 Re: Na molha dos teus lábios de mel
Qundo já não pudermos
lembrar das nossas lembranças
escondidas atrás do tempo,
pediremos ao sol e a lua,
que tragam o passado ao presente.

Open in new window

Enviado por Tópico
Egéria
Publicado: 02/12/2023 08:11  Atualizado: 02/12/2023 08:11
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 845
 Re: Na molha dos teus lábios de mel
Olá,
lindo poema, obrigada pela partilha...
Abraço