https://www.poetris.com/
Fados : 

Tudo o que mereço

 
Desalinhando,
Desajustado,
Empedernido,
Por vezes um pouco esquecido...
Sem rumo,
Sem norte,
Sem sorte...
Sem presente,
No presente um muro,
Sem futuro...
Sem virtudes,
Sem esperança,
Sem mais dança...
Cansado,
Desatinado,
Completamente derrotado...
Toalha no chão,
Orgulho no lixo.
Confuso,
Difuso,
Completamente obtuso...
Vida que gira,
Vida que aperta,
Vida que magoa...
Podre,
Escuro,
Estranho,
Chato,

Vingança nua, crua, dura e fria
Chegou agora o inferno que á muito já eu merecia



MINHA POESIA MALDITA...
VEM DE MINHA ESCURIDÃO
E MINHA POESIA LUMINOSA
DE MINHA FONTE DE INSPIRAÇÃO

Peace & love
FidesinOculisMeis 2019®

 
Autor
FidesinOculisMeis
 
Texto
Data
Leituras
48
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.