https://www.poetris.com/
Poemas : 

Nada sou

 
Sei que nada sou
E pouco ou nada de mim dou
Sinto-me só nest universo colorido
Não fui a nenhuma guerra, mas continuo ferido

E pior que isso, ainda fico aquém
Ferindo sentimentos de quem só me quer bem
Mas será que alguém olha para mim e se põe em meu lugar
Não que eu o mereça, mas cada uma merece encontrar su lugar

Ainda ontem com os elogios fiquei todo babado
E logo me pus a olhar para o lado
O elogio queria-o de quem mais esperava
Enquanto isso mais calado e introspectivo eu ficava

Cabizbaixo e desiludido, voltei para minha gruta
E desiludido por escrever para quem não me parece que escuta
Chegando á gruta, um sono mal dormido
Não sei se é desilusão ilusão, ou se é algo parecido

Bem ditos aventurados que não vivem de coração aflito
Mas eu sou um burro armado em génio, admito
Fulo com a vida e errante perante tantas instâncias
Mas de coração puro, em todas as circunstâncias

Queria eu saber... E ser uma pessoa diferente
Queria eu saber... E então poder seguir em frente
Mas não se segue em frente enquanto se olha para tras
Mas isto é o que acontece a quem fica á espera de ver do que a vida é capaz




MINHA POESIA MALDITA...
VEM DE MINHA ESCURIDÃO
E MINHA POESIA LUMINOSA
DE MINHA FONTE DE INSPIRAÇÃO

Peace & love
FidesinOculisMeis 2019®

 
Autor
FidesinOculisMeis
 
Texto
Data
Leituras
40
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.