https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

A tirania do urgente

 
Olho pela janela e vejo o sol nascer
Preciso chegar o mais rápido possível
Meus pés tropeçam nas pedras do caminho
E alcançar o objetivo do dia parece impossível.

O tempo já não passa
Simplesmente voa
E eu preciso chegar ao meu destino
Antes que o dia se destoa.

A sociedade espera que eu consiga chegar
Ao topo da montanha que preciso escalar
Não existe alternativa de escape
Pois o mundo atropela quem vacilar.

Sou caminhante desta vida alucinada
Onde o imperativo é o urgente
Que pressiona o fazer hoje.
Urgente!

Eis uma palavra do cotidiano
Que impulsiona o tempo de construção
Uma ideologia que esmaga
Atropela o coração.

Tenho que seguir em frente
Construir meu universo
Se parar serei esmagado
Por esse capitalismo perverso.

Olho pela janela e o sol já se pôs
Ainda não deu tempo de concluir meu poema
E as dúvidas martelam minha mente
O que fazer com esse dilema?

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
66
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 18/07/2019 17:56  Atualizado: 19/07/2019 12:36
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 892
 .
.