https://www.poetris.com/
Poemas : 

CARACTERES

 
É impossível descrever com simetria
A assimetria dos astros,
Pois por caminhos opacos,
Simétrica e assimétrica é a utopia.

Parece assaz ululante a metafísica,
Porquanto com o pensamento em órbita
O destino das ideias é a sensação mórbida
De que, no tempo, a hora seja pudica.

Decerto um cosmos jamais será corrupto,
Porque diante das trajetórias em curso
Os corpos celestiais são túnicas de almocreve...

Diante do sideral, tudo e nada perecem sós
E não há quem ou o que desate todos os “nós”
Dum universo que apenas toca em nota semibreve!


DE Ivan de Oliveira Melo

 
Autor
imelo10
Autor
 
Texto
Data
Leituras
39
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.