https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Por Entre Cacos

 
Open in new window
Por Entre Cacos

O que há dentro deste oco
tanto desespero incontido
a fúria deste que vos lê
semente morta sem sentido

O que tenho neste vaso fúnebre
e que me traz ambiguidades
olho e vejo tantos de mim
espalhados...vermes decepados

Emborquei todos meus mistérios
nesta noite inconsequente e pura
com meus olhos olhei a rua
no coração disparou meus medos

Sou um caçador de desventuras
sou meu próprio algoz
retalho-me como as faces da lua
e a tua mão não me deixa só

Esta chama é tudo que me resta
esta mão insana, este inverno
estou sempre neste inferno
a alma quente neste mar de lama

Viver é andar em cacos de vidro
o corpo segue a frente indeciso
a alma tua é só suicídio, mas nosso
olhar vislumbra o desconhecido.

Alexandre Montalvan


 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
254
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.