https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Soneto do Bem e do Mal

 
Open in new window
Soneto do Bem e do Mal

No cerne da alma humana, o mal habita,
nasce em mim esta imensa dor factual
e a escuridão imposta é infinita,
caso eu olhe nos olhos deste mal

Porem toda a minha alma explicita
que há amor e ele não é residual
e toda esta força nos habilita
a catrafilar todo este mal

A cada pequena fibra de um tema
nasce a inquietação no meu ser
pode e talvez não seja poema,

não importa, pois me fará renascer
e isto para mim não é nenhum problema
porque um dia o mal, o bem...Há de vencer.

Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
119
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/10/2019 13:47  Atualizado: 26/10/2019 13:47
 Re: Soneto do Bem e do Mal
acho-vos uma piada... ai que me dói o caralho... se me dói é porque quero, porque em mim, apenas nasce o que eu quiser. eu cultivo. eu não ando aqui por ver andar os coitadinhos. não. essa não cola. e se ando aqui por ver andar os caracóis, então alguma coisa está muito mas muito, mal. entende-me caro amigo? um bom fim de semana