https://www.poetris.com/
Poemas : 

Pedido

 
Não me peça os seus vazios.
Erros e mentiras.
Minhas entranhas.
Auroras inventadas.
Sonâmbulas.
Ideias esventradas
Vidas estranhas...
Não me peça pesadelos. Convertidos.
Pântanos transformados em rios.
Demónios, fantasmas e sentires
falsamente exorcizados.
Não me peça massagens, abraços e beijos no ego
nem silêncios e cumplicidades. Sorrisos cobardes.
Não me peça clichés. Vulgaridades.
Não me peça milagres.
O meu lugar (in)comum é o amor.
Onde sonho o mar e expulso a dor.
Onde me sento a amar
o que você foi e há-de ser em poemas de lhe dar.
Não me peça nada se não me vê.
Se não o sentir. Nem o é.
Não me peça gestos, palavras e castrações.
Não me peça silêncios às emoções.
O meu lugar (in)comum se chama alma.
Leve,
pura,
calma.

Não me peça ( mais ) nadas.


Carpe diem

 
Autor
Violante
Autor
 
Texto
Data
Leituras
115
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
4
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
nereida
Publicado: 19/11/2019 12:45  Atualizado: 19/11/2019 12:45
Colaborador
Usuário desde: 27/08/2017
Localidade: São Paulo
Mensagens: 1397
 Re: Pedido
Peço que continues fazendo poemas lindos!
Gostei de mais, parabéns!
Bjs


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 20/11/2019 18:11  Atualizado: 20/11/2019 18:11
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6560
 Re: Pedido
Que lindo! É como quem diz “Não ponhas tuas agoirentas palavras na minha boca, meu coração é um rio de amor, e não aceita abraços e sorrisos fingidos”

Gostei muito do li, aqui.

Abraço!
upanhaca