https://www.poetris.com/
Poemas : 

SOPRO

 
SOPRO
Há um movimento em meu peito
Que chama o tempo
Que traduz o tempo.
Esse que tenho.
Esse que passa.
Há um caminho
Entre o nascer e o morrer
Que me identifica e dá sentido
Ao que parece sem sentido.
E tudo é tão fugaz.
E tudo é um sopro...
E passamos
E ficamos mesmo quando vamos.
Viver é um sopro. (Proteus).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
101
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.