https://www.poetris.com/
Mensagens -> Amor : 

Sabe-me Bem

 

Sabe-me bem
Prender-te
Sentir o pulsar pungente
De dor...
Que entre sonhos
Redimo-me desta ausência tâo urgente
E se aprender-te fosse a solução
Fazia-te uma prisão
Era tudo tão premente
E assim de repente
Aparentemente tudo está diferente

Um vírus parou a gente
As árvores não baloiçam com o vento
Os rios não correm pró mar
As ondas não se esperariam devagar
E era tudo tão urgente...
Mas de repente
Aprendemos a silenciar
A dor
A força que nos fazia arar
O ventre da terra refrescar
O pulsar...
Ai o pulsar!
Como foi abrandar...

O COVID-19 para o mundo.
Nós paramos.
O mundo mudou
 
Autor
JJG
Autor
 
Texto
Data
Leituras
96
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 04/04/2020 18:48  Atualizado: 04/04/2020 18:48
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade: Portugal
Mensagens: 893
 Re: Sabe-me Bem
Sem dúvida, por aqui vemos o quão é pequeno o ser humano, neste mundo onde a mãe natureza tem a sua beleza ímpar e forte.
Tudo parou no tempo devido ao potente vírus.
Continuemos a amar, a ter a esperança, superando com bravia e humildade a dor, neste abrandar, onde o mundo está a mudar.

Os meus cumprimentos poeta JJG.

António Fonseca