https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

É pela calma dos dias

 
É pela calma dos dias que vagueio
Há palavras irónicas, ciumentas e provocadoras já gastas pelo tempo a quererem-me ferir como setas

que nem tocam,…

Olho o horizonte com a mesma serenidade
Com que aceito os dias com tudo o que me aparece,
Guardo os silêncios
Sem nada pedir,…

O fresco da manhã refresca-me a cara
Sem orvalhos,

Abraço as nuvens das almofadas
Pelas as espumas dos dias

Bebo o meu café açucarado
Enquanto aguardo o bulício do dia
A caminho da labuta,
observo
O rodopiar das cores à minha volta
E vou escrevendo o que o tempo me deixa.
Prossigo a mesma de sempre

De mãos dadas com quem me trouxer as nuances dos dias

Nesta busca por mim.




Esqueci

 
Autor
Esqueci
Autor
 
Texto
Data
Leituras
269
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 25/06/2020 00:11  Atualizado: 25/06/2020 00:11
Da casa!
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 414
 Re: É pela calma dos dias
Existe tanta gente que só pensa em ferir com palavras aqueles que têm suas realizações. O ciúme e a inveja são como ácido.
Gostei de seu poema Esqueci.

Beijo


Carpe diem

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/03/2021 00:02  Atualizado: 02/03/2021 00:02
 Re: É pela calma dos dias
Adorei a leitura.
Grata pelo momento.

Abraços