https://www.poetris.com/
Textos -> Outros : 

A Mulher e seu cão

 
Nas madrugadas sentava para ler seu livro favorito entre as estrelas do céu e os piar dos pássaros. Todos os dias os bichos cantavam como se a cumprimentassem. A cachorra ali quieta e fiel companheira ao lado, revirava todas as pedras da terra e deitava como para seu conforto frescor e prazer. Em posição zen aguardando com esperança a sua vez de passear e cumprir com suas tarefas fisiológicas, ou quando muito nem aguentava e fazia por ali mesmo as suas necessidades básicas. Por fim era uma cachorra de apartamento. Completamente estranha aquele local onde cães e gatos vivem de peleja soltos pelas ruas se cheirando e dividindo ou disputando alimentos. Tudo se calava quando os passos daquele moço de piso bem forte atravessavam a calçada, à frente da casa, como dizendo: -Estou passando....
Como ele seria! Alto* talvez... usava botas surradas e velhas@ ou será que trabalhava no campo$ é! não sabemos ainda...
Um luar de fazer inveja. Nessa época quente de primavera as cigarras eram insistentes e naturalmente lindas e grandes. Vez por outra vinham aqui perturbar meu lazer matinal.
Nada demais, eram tão dinossauros! Para mim, uma mulher de Cidade grande, era um inseto voador enorme!
Ficava ali no quintal até amanhecer e lia, refletia sobre a vida ou apenas ouvia a bicharada da madrugada. Já não estava só! Era tão acompanhada da natureza, que continuava bela.
Uma mulher de cidade grande vir morar no interior@
A fofoca se espalhava pela redondeza, só podia ser doença, ou briga de marido e mulher.
Veio pegar nossos maridos! Hummmm tem parentes na Cidade!
Nunca se sabia por certo onde começava a fofocada da vizinhança: ela canta, ela é artista, é professora, é escritora, psicóloga+ Ah! que bom!
Nessa terra aqui tem muitos drogados e doidos, mas é uma vizinhança tranquila, por vezes um vizinho maluco, às vezes tem uma gritaria danada, às vezes jogam sacole pelo portão, é...
Tem-se muita preocupação com a vida alheia!
Nessas Cidades pequenas, a vida é calma até ter uma boa confusão!
Porque cachorros deitam na terra& _não sei colocar interrogação no teclado!
Bem, a cigarra veio perto e interrompeu a atividade, está clareando e vou fazer o café da fazenda. A cachorra não deu um latido ainda...
A boa diferença do interior é que o café tem sabor de grão, o leite tem cheiro de vaca e o suco é suco mesmo! Na Cidade grande tem o gosto distante do sabor da fruta.
Bom dia! Clareou. Nuvens no céu!
Estava esquecendo; a minha cachorra chama-se Dakota, e nesse mês, ela faz 5 anos.
Três Corações, Minas Gerais, 6 de outubro de 2020.


Diana Balis

 
Autor
DianaBalis
 
Texto
Data
Leituras
115
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.