https://www.poetris.com/
Poemas : 

Poema sem destino

 
Cidade deserta,
alegria dilacerada nos últimos
dias esquecidos na solidão
de horas felizes e subentendido.

Indivíduos que não existem mais,
aparecem na companhia do amanhã,
que este mundo de desordenados
seres invisíveis desaparecidos descartou.

A aflição sem susto do nada sabe,
depende de comprimidos compromissados,
na cura singular da embriagues
não ressacada no dia seguinte.

O amor que sinto não existe mais,
só eu, meu corpo, meu destino,
minha figura tatuada na fraqueza
da alegria descartada, e mais ninguém.

TCintra

 
Autor
Tcintra
Autor
 
Texto
Data
Leituras
63
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HELDER-DUARTE
Publicado: 28/11/2020 18:46  Atualizado: 28/11/2020 18:46
Colaborador
Usuário desde: 24/11/2006
Localidade: Albufeira
Mensagens: 618
 Re: Poema sem destino
Compreendo este sentimento muito bem!